Nossa BH é candidata a cidade Criativa da Gastronomia

 

A capital mineira foi o segundo destino brasileiro mais bem avaliado por sua gastronomia pelos turistas estrangeiros que visitaram o Brasil em 2016 e 2017 (Ministério do Turismo). E isso não nos espanta, já que é em volta da mesa que o mineiro gosta de estar. E não é só porque gostamos de comer, mas porque comer para nós é uma experiência, uma forma de receber com carinho, de compartilhar aquilo que amamos: a comida mineira.


Belo Horizonte é finalista para a obtenção do título de Cidade Criativa da Gastronomia pela UNESCO, um importante reconhecimento internacional que irá premiar a nossa gastronomia que é tão tradicional, criativa e inovadora. E o mais importante: conhecida e amada por todos os brasileiros.


Queijo, pão de queijo, tropeiro, fígado com jiló, kaol, rochedão, cerveja artesanal, cachaça e café. Esses são alguns dos pratos e bebidas tradicionais de BH, que mais do que reunir sabores, despertam lembranças de todos que já provaram.
Mas além dos pratos típicos, Belo Horizonte é conhecida por seus eventos gastronômicos, pela cultura de boteco e também pelas políticas de segurança alimentar e abastecimento. Ou seja, há um esforço e uma luta constantes para o fortalecimento do setor, tanto pelas iniciativas pública e privada, como da própria sociedade.


Neste e-book você vai conhecer mais sobre as raízes e características da gastronomia mineira e belorizontina, além de ficar por dentro das diversas iniciativas de valorização da área.


Espalhe essa ideia, compartilhe esse conteúdo! Boa leitura.